Provavelmente, você já ouviu falar sobre o minimalismo, mas e o maximalismo? Conhecido por trazer uma ideia oposta ao do primeiro conceito, ele usa a junção de móveis e itens para trazer uma decoração ousada.

Se você já visitou ou viu filmes e fotos de Nova York (EUA), sabe que a cidade brilha 24 horas. Isso acontece por causa dos outdoors gigantes, das cores intensas e do excesso de informação visual que faz parte da composição da metrópole.

O mesmo aspecto pode acontecer em residências que tenham uma decoração maximalista, seja ela gótica, clássica ou moderna. Quer saber mais sobre as características dela? Continue acompanhando o Eblog!

O que é maximalismo?

O estilo maximalista é uma opção que traz exuberância tanto na arquitetura quanto na decoração. Com oposição clara ao minimalismo, o movimento visa o aproveitamento de cada espacinho do cômodo.

Conhecido pela expressão “quanto mais, melhor”, ele foi impulsionado pelo arquiteto expoente do pós-moderno, Robert Venturi, que é responsável por diversas obras gigantescas.

Quais são suas principais características?

Agora que você já sabe o que é maximalismo, o próximo passo é entender quais são as principais características desse projeto. Muito parecido com o conceito extravagante das obras de arte barrocas brasileiras, o estilo traz propostas divertidas.

Para isso, são utilizados sofás gigantes, tapetes com diversos detalhes, papéis de parede estampados e cortinas em tons vibrantes. Embora pareça um compilado de informações, a junção de todos esses itens é essencial na caracterização dessa decoração eclética.

Quais as aplicações de um projeto maximalista?

Apesar de o maximalismo ser uma proposta que preza pelo exagero, ele precisa ser estabelecido de forma organizada. Afinal, o bom gosto, o contraste e a dosagem dos móveis são marcas registradas do estilo.

Paredes

Nessa composição, as paredes podem seguir duas linhas: serem neutras ou chamativas. Na primeira opção, a neutralidade do tom deve ser incrementada com alguns quadros, porta-retratos e outros objetos. Já na segunda, as cores vivas e os papéis de parede são muito utilizados.

O revestimento cerâmico é uma boa alternativa para quem quer apostar na segunda opção. Bonita e super versátil, a peça garante um acabamento mais robusto e com efeitos que reproduzem o aspecto da madeira.

Cores

As cores selecionadas não precisam ser da mesma paleta, contudo, podem seguir o mesmo critério. Ao escolher uma parede verde ou preta, por exemplo, você pode optar por um sofá em tom vibrante. Fazer isso trará um ambiente colorido e exuberante.

Vale lembrar que, nas casas com mais de um morador, é muito importante que as cores sejam escolhidas em conjunto. Assim, é possível trazer uma proposta com elementos que exalem a personalidade de cada um. Já nos quartos de casal, optar por cores contrastantes pode ser uma boa opção.

Artigos

A maior vantagem dos artigos de decoração no maximalismo é a liberdade decorativa. Como eles não precisam seguir um padrão, você pode mesclar peças clássicas com modernas, esculturas em mármore, móveis barrocos e muito mais. Plantas grandes, como as palmeiras, também são bem-vindas.

A intenção dessa composição é mostrar que, em cada detalhe, mora uma história, uma era ou uma viagem ao mundo da arquitetura. Para deixar uma sala de estar ainda mais personalizada e com um aspecto de antiquário, você pode adicionar objetos que marcaram momentos importantes.

Conheça os móveis do Ecadeiras!

Depois de conferir o que é maximalismo, que tal aproveitar para dar uma olhadinha nos demais conteúdos do nosso blog? Aqui, você encontra tudo sobre estilos decorativos, técnicas de organização, tendências e muito mais. Confira e não perca nenhuma novidade!

Agora, se você quer conferir móveis incríveis para dar um up na decoração da sua casa ou de um ambiente comercial, acesse o E-cadeiras. Repleta de opções exclusivas, a loja conta com modelos de diferentes designs, formatos, tamanhos e acabamentos. Aproveite os preços e as condições especiais para adquirir o seu!